O que aconteceria se todo mundo se tornasse vegetariano?

Rock na viola- Descubra Wilson Teixeira
29/10/2016
Fantasias de Halloween mais bizarras e criativas
31/10/2016

O que aconteceria se todo mundo se tornasse vegetariano?

Um estudo realizado pela Universidade de Oxford (Inglaterra) criou quatro cenários para analisar os impactos da dieta na saúde humana e no planeta. O primeiro é baseado em projeções imediatas; o segundo é baseado nas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) de ingestão de quantidades mínimas de frutas e verduras e limite de quantidade de carne vermelha e açúcar; a terceira e a quarta envolvem dietas sem consumo de carne, sendo que uma é ovolactovegetariana e a última é vegetariana.

Aderir as recomendações da OMS (comer uma quantidade mínima de carne) resultaria na redução de 5 milhões de mortes por ano em 2050. Agora, se todo mundo parasse de comer carne, até 8 milhões de pessoas deixariam de morrer por ano até 2050. Isso se deve pois a carne e o processo envolvendo  as criações elevam as possibilidades de doenças.

Metade dessas mortes seria evitada pela redução da carne vermelha em si, enquanto a outra metade viria do aumento de consumo de frutas e verduras, o que levaria à queda da obesidade. Obviamente trocar a proteína por massas e doces teria efeito contrário.

5-vegetariano

O seu corpo notaria na hora o corte de ingestão de carnes, mas se todo mundo virasse vegetariano quem mais sentiria a diferença é o planeta Terra. Afinal, a criação de  milhões de animais eleva a liberação de gases de efeito estufa como dióxido de carbono e metano. Cerca de 14,5% dos gases poluentes que estão destruindo nossa atmosfera e contribuindo para as mudanças climáticas do planeta  provem das criações.

Estima-se que até 2050 a emissão desses gases ocupe metade da cota do plano para impedir que o aquecimento global cause um aumento na temperatura do planeta em mais de 2°C. Nesse contexto, o estudo estima que adotar a dieta recomendada pela OMS diminuiria as emissões dos gases de efeito estufa em 29%. Mas isso não é suficiente para cumprir o plano. Se todos virassem vegetarianos, o corte na emissão desses gases seria de 70%. O veganismo ou vegetarianismo global seria a forma mais barata de resolver os problemas provocados pelo superaquecimento do planeta.

Adotar essas medidas traria grandes impactos e desafios para a humanidade. Porém, é um assunto em pauta, já que o planeta precisa de ajuda. Tais propostas beneficiariam a Terra (como discutido anteriormente), a criação e o abate de animais (que ainda é uma realidade triste) seriam barrados em grande parte, além de melhorar a questão da saúde humana, o que implica em vários outros benefícios.

animal-homem

A princípio a ideia parece inviável. As pessoas não vão passar fome se ninguém comer mais carne?  Atualmente, 26% das terras ocupáveis do planeta servem para a criação de animais para abate. A estimativa é a de que 2,7 bilhões de hectares de terras seriam liberados sem a necessidade de servir de pasto para animais e 100 milhões de hectares deixariam de ser utilizados para a criação de gado. Em outras palavras, uma área muito grande seria liberada para a ocupação humana e o plantio. As terras se tornariam mais acessíveis e teríamos mais espaço para plantar exclusivamente para a civilização. A cultura de subsistência também seria incentivada.

O planeta, hoje, tem suporte para alimentar bem cerca de 2 a 3 bilhões de pessoas. Considerando que no planeta há mais de 7 bilhões, tem gente passando fome! Se a dieta passasse a ser vegetariana, o planeta teria suporte para alimentar bem mais de 10 bilhões. Isso acontece porque as áreas antes ocupadas pelas criações, além dos alimentos que os próprios animais consomem, poderiam ser direcionados aos interesses humanos.

Apesar de ser uma discussão bem interessante, possivelmente isso está longe de acontecer. Entretanto, como estamos falando de suposição, é interessante analisarmos o impacto que essa mudança traria ao planeta.

 

Comentários

Jonathan N. Ramos
Jonathan N. Ramos
Sou Jonathan, tenho 20 anos, nascido em Valhalla, NY. Fotógrafo amador, apaixonado pela natureza, filosofia, cinema. Sempre acompanhado de uma xícara de café e uma boa música! "Sejam todos muito bem vindos ao mundo maravilhoso das curiosidades!"

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mostrar
Esconder
//]]>